domingo, fevereiro 08, 2009

Dos nós e dos laços

Seremos sempre três, quatro, ou cinco, sentadas no sofá de uma casa qualquer, entre gargalhadas que guardam histórias de outros tempos e memórias antigas. Seremos sempre poucas, mas seremos sempre nós. Tenho saudades, pois tenho.

3 comentários:

P. disse...

não é preciso estarem muitas para as coisas fazerem esse sentido todo.

*

nika_liu disse...

São sempre os melhores, esses momentos...

sininho disse...

Sei o que dizes eu tenho o mesmo e gosto, somos poucas, mas sabe tão bem.. :)