segunda-feira, outubro 20, 2008

Glo-ri-quê?

Nada contra o Benfica mas, como os habitués saberão, igualmente nada a favor. Foi uma das melhores, senão a melhor, equipa de futebol portuguesa de tempos que já lá vão, trouxe alegrias e motivos de orgulho ao país, deslumbrou-nos com a Pantera Negra, encheu catedrais de espectadores, ergueu taças como nenhuma outra... Mas, atente-se no tempo verbal: pretérito perfeito, ou seja, algo que já passou. O Benfica fez, e foi, há muito tempo atrás. Há vários campeonatos atrás. Porque hoje em dia, se quiserem elevar algum clube à categoria de mito, façam-no com o Futebol Clube do Porto. São eles que ganham tudo, caraças! Porque não há-de ser o Porto a nova instituição nacional, se é a única, do género, a dar alegrias a milhares de adeptos sedentos de vitórias? É que me dá nojo, asco mesmo, este paternalismo tuga, esta mania de andar com o Benfica ao colo. Ele é A Bola que, em 90% das capas, 98% são sobre o Benfica, é a Sic e os seus especiais "em directo da Luz", é o Nuno Luz, essa figurinha que debita futebol como quem anuncia o final de um período de recessão, são os adeptos que insistem no epíteto de "glorioso"... Está alguém acordado, ou fui só eu a reparar que, de glorioso, este Benfica há quase 15 anos não tem nada?! Como é que um clube que se auto-intitula instituição nacional não ganha nada de relevante desde... bom, em 2004/2005 quebraram o jejum, é certo, mas não era suposto ver os mais-que-bons a arrebatar sempre o primeiro lugar? É que se a equipa encarnada guarda 31 taças relativas a outros tantos campeonatos, o FC Porto, que por enquanto ainda é só instituição distrital, já vai em 23, e tão depressa não deve parar... Por isso vejam lá, senhores redactores d'A Bola, se da próxima vez que o Nélson Évora ganhar uma medalha de ouro não se enganam e põem na capa uma "possível contratação do Benfica", e deixam o herói olímpico a um canto. É feito, é ridículo, e já não há paciência. E sim, no fim de escrever para o boneco e alimentar inimigos benfiquistas continuo verde-lagarta, sportinguista ferrenha, só que as verdades não têm cor e, normalmente, os bons e os fenomenais têm equipamentos de tons diferentes...

11 comentários:

Maria Inês disse...

como lamento este post miss K:)

Sadeek disse...

É o Síndrome de Copérnico que esta malta tem, "K"...por alguma razão acham que o mundo gira à volta do Estádio da Luz...enfim...AHAHAH

De qualquer maneira....a comunicação social é um negócio e como tal a função primária deles é vender e só depois informar... e eles são seis milhões, né?! ;)

BEIJOOOOOOOOOOOOOOOOOO (leonino, pois então....)

P.S.- E amanhã como é?! Cheira-me que a coisa não vai correr bem mas pode ser que agora que o "bola" sentou o cu no banco e que o Izmailov e o Levezinho regressaram...vamos ver...

Miss K. disse...

é como eu escrevia, maria, "temos muita pena"... ;) kiss*

S' disse...

pela leitura dos posts anteriores supunha-se estar desse lado alguém diferente daquilo que este post mostra. é pena. é pena.

Nelson Ivan disse...

Bom, afinal o FêQêPê acabou de perder com uns tipos ucranianos que o Sporting venceu o ano passado 2 vezes ...

Miss K. disse...

pois, este post mostra muita coisa sobre a minha pessoa, de facto...

Francisco disse...

O objecto da nossa paixão ergue-se sempre aos nossos olhos como o melhor, e não há nada que o deite abaixo!
Um clube, como todos nós, é feito da massa de toda a sua história. Do início ao fim, das vitórias às derrotas, o Benfica é, ainda(!), o maior clube português e o anti-Benfica é, desde sempre, o 2º maior.

Saudações desportivistas!

MT disse...

o simples facto de teres de vir para o teu blog falar sobre o Benfica mostra que também para ti esse clube é importante, mexe contigo... fico contente em saber desde já porque é o clube que eu simpatizo. o que faz o Benfica ser tão grande é o facto de a sua massa associativa ser predominantemente constituída pelo povo, não apenas uns poucos privilegiados, como o teu clube, e como seremos sempre mais, será sempre o maior clube português... é tudo uma questão de luta de classes. Já agora o porto, é apenas um clube regional com tradições marcadas na sua região, não está no mesmo patamar!!

Miss K. disse...

tens razão, o Benfica mexe comigo, já não consigo esconder a minha atracção por esse clube tão grandioso. e a massa associativa, oh, que maravilha, o povo, essa bela maneira de se fazerem de coitadinhos... e são tantos não é? pois... o Porto é um clube regional, aquela história de ter ganho a UEFA e a Champions em anos seguidos foi tudo treta. conversa de avestruz...

MT disse...

regional no sentido de ter a sua massa associativa baseada apenas numa região, a região norte de portugal... vejo no futebol clube do porto um clube com virtudes e defeitos, é de longe o clube mais ganhador nos ultimos vinte anos e temos de lhe dar merito por isso, mas chamemos as coisas pelos nomes.

Anónimo disse...

Cá por mim considero que isso acontece por razões estritamente económicas. Com toda a certeza concordarás que o "Público" e o "Diário de Notícias" são jornais de qualidade imensamente superior ao "24 horas", no entanto o "24 horas" vende mais. Queres que os desportivos comecem a fechar?:p
No que diz respeito à marca, o benfica é inegavelmente o clube com maior potencialidade no país. E depois tem o maior número de adeptos. É o maior, sem dúvida. Mas que, de momento, não é o melhor, isso também é verdade.
Saudações benfiquistas ;)