sábado, fevereiro 23, 2008

A resposta certa

Pois é. Parece que vou almoçar com a kitty fane, com a pu pu pi tu, com a wednesday e com o primanocte. Todos eles acertaram, sem hesitações, na mouche: a palavra mágica era LIBERDADE! A borboletta e a lipa também a escolheram, mas como deram mais hipóteses, só vamos tomar café. Gostei muito de ver que, apesar de ser uma imagem feliz, houve interpretações bastante diferentes. É por isso que imploro me expliquem, como se eu fosse mesmo muito burra, onde foram buscar a ideia de STOP. Ainda não fui andar de baloiço a nenhum jardim para ver se dava para sentir isso, mas se vocês viram, é porque está lá. Elucidem-me, pelos santinhos.

PS - Obrigada por terem esperado pela resposta, esta semana tem sido muito puxada.

20 comentários:

Alf disse...

Vais almoçar com o Primanocte? Em Maputo? Que sorte!

Se fores ao Coqueiro, na Feira Popular, diz que vais da minha parte...

Miss K. disse...

Ná! Vamos escolher um sítio imparcial, talvez o Dubai... Assim ninguém se chateia!

Dry-Martini disse...

Pronto. Acabou o suspense .)
Houve uma expressão da sua cara que me fez pensar que ia por este pessoal a sofrer pela resposta :)

XinXin

David Godinho disse...

"PS - Obrigada por terem esperado pela resposta, esta semana tem sido muito puxada." Eu posso esperar mais uns dias pela minha resposta... E, caso interesse saber, eu estava entre "liberdade" e "felicidade"... Devia ter escrito, e sempre conseguia o café! Beijinho!

kiss me disse...

O stop vem da mão... como que a dizer stop, alto lá, pára imediatamente, não te aproximes.

Mas não sabia que havia prémios... também haveria de gostar de almoçar contigo.

pu pu pi tu disse...

: ).
Acertei?
Que bom!
Por acaso não tive dúvidas em relacionar a palavra com a imagem.
Beijinho.

Sadeek disse...

Tens a certeza que "A" palavra não era "infância feliz"!? De certeza MESMO?! Queres ver que o teu coração também não tem só uma côr que é o verde e branco...

Bahhhhh....o que esta mulher faz para não ter de me pagar o almoço...

AHHAHAHAHA

BEIJOOOOOOOOOOOOOOOOOOO

Miss K. disse...

Kiss Me, não há prémios, o "almoço" e o "café" foram apenas formas de expressão para dizer quem acertou. Mas realmente podíamos fazer um "get togheter", nem que fosse um café ao fim da tarde, que já andamos nisto há anos e, no fundo, criam-se laços mas não se vêem caras. Que achas?


Sadeek, só tu para me fazeres rir num sábado chuvoso e ranhoso, quando tenho tantas dores de garganta como nojo do JNPCosta.

PrimaNocte disse...

Sim, O Dubai parece-me bem...

Su disse...

Stop era por causa da mão e não por andar de baloiço...Stop: um basta às hesitações e indefinições, significando um recomeço, uma nova etapa e daí também a hipótese do Tchau...tudo isto com base num post anterior que referia uma nova visão da vida "Absolut Gift" e, claro, apenas como mera especulação! Mas tenho pena de não tomar um café contigo, pois era algo que gostaria que acontecesse em breve ;)!

Inútil disse...

Nojo, não diria. Asco, talvez. A entrevista do Jorge Nuno, ontem na Sic, foi fantástica. Como é que aquele homem zomba o sistema legal tão alarvemente e sai sempre impune?

kiss me disse...

Sendo eu do norte é mais complicado, mas quando for aí a Lisboa ou quando vieres para estes lados, acho óptimo!

borbolettta disse...

lol um café, já não é mau :) roam-se de inveja ;p muah!

Kitty Fane disse...

Ah é para ir almoçar? E eu sem saber... :-D

Agora fora de brincadeiras e forças de expressão, eu até alinhava num cafézinho ao final da tarde ali para os lados do Chiado. :-D

Miss K. disse...

Eu também! É a zona por onde mais gosto de esplanar... Como é, combina-se uma cafezada? :)

Sadeek disse...

Ainda há boas vidas...AHAHAH

Beijooooooooooo

Kitty Fane disse...

Combina-se pois. :-)

100 Sentidos disse...

Exacto! O STOP vem da mão!
E eu só não disse Liberdade porque já estava muito batido!
Nem um copo comigo???

PrimaNocte disse...

Peço desculpa, mas ao Chiado não consigo ir... Fica-me um pouco fora de caminho...

Mozambique greetings.

Miss V. disse...

Na minha interpretação Stop, porque apesar do movimento o gesto da mão pede para abrandar, como se alguém estivesse a empurrar o baloiço e a dar um balanço excessivo. O ponto de encontro entre uma liberdade sem limites e o medo de cair...