terça-feira, abril 10, 2007

Das verdades absolutas


A felicidade é o único bem partilhável, mas não transmissível.
Por isso, o que fazer com quem não a quer aceitar?
(I rest my case, I unmove my arms, I won't talk, I will not touch, but in the end... did this really have to be so though?)

5 comentários:

Dino disse...

Totalmente de desacordo. A felicidade é contagiante e não se pode impor.
Quem não a quer aceitar ou é doente ou não entende isso por felicidade.
O maior erro das pessoas é pensar que gostam de algo sem se aperceberem que no fundo gostam é delas próprias.

Miss K. disse...

Não consigo encontrar a palavra "imposição" em nenhuma das minhas curtas frases...

Dino disse...

Não queres saber o que fazer com quem não a aceitar?
Ou aceita ou então fazes-lhe a resposta que mais cedo ou mais tarde desencantarás não sei de onde.
Não te parece impostura?

Miss K. disse...

Dino:
Acho que não entendeste, de todo, o sentido do que escrevi. Mais, não concordo que quem não queira aceitar a felicidade seja "doente". ~
E quanto à "imposição", nem discuto - até porque "impostura" (como escreves) nem existe no nosso léxico.

C'est ça!

Dino disse...

Eu escrevo português ( por acaso sou bastante analfabeto mas desta vez acho que não:)).
Quanto à doença poderia começar pela felicidadófobia, nos nossos dias até seria bastante aceitável.