segunda-feira, maio 08, 2006

Time goes by...

"RECORDAR É FAZER VOLTAR A PASSAR PELO CORAÇÃO"

Recordar é mais do que viver - é saber viver. Olhar para trás e assumir os erros, lembrar os bons momentos, não querer esquecer o irrepetível, não querer apagar o que foi mau. "A vida é demasiado séria para ser levada a sério", já dizia Oscar Wilde. E tinha razão. Tanta coisa boa neste mundo e nós a perdermos tempo com o que devia ter sido e não foi, e aterrorizados com o que ainda vai ser. Para quê, quando nascemos alguém nos perguntou se queríamos aumentar a taxa de natalidade? Não?! Bem me parecia... Então se calhar o melhor é começarmos à procura do que nos faz bem, porque há uma diferença muito, muito grande entre estar vivo e viver. Vivos estão todos aqueles que ainda respiram, a viver estão aqueles que escolhem como respirar. Há um comediante americano, Steven Wright, que preferiu a segunda opção, e explica-a em duas linhas: "I intend to live forever. So far, so good." E nós por cá, como vai ser? Vá, agarra no passado, mete-o debaixo do braço, guarda-o no saco do presente e caminha sem medos em direcção ao futuro - ao teu. É único, e está à tua espera para o desenhares como bem entenderes. Os dados estão lançados, é hora de seguir em frente, porque o que ficou para trás, para trás ficou. Tens exactamente o resto dos teus dias para ser feliz. Não deixes que seja o destino a fazer a tua história: agarra nele e escreve-a tu.


3 comentários:

Buttafly Su disse...

Engraçado.... Se te conhecesse melhor diria que tinhas escrito este texto propositadamente para mim... Quem me dera acordar todos os dias e conseguir esquecer o passado. Era uma pessoa muito mais feliz do que sou, sem dúvida...

Miss K. disse...

Não foi escrito para ti, foi escrito para nós. É para isso que servem as palavras: mesmo se fores a antítese do texto, na ânsia da repetição pode ser que um dia chegues lá. A esse lugar para onde o texto te manda... Eu tenho essa esperança...

vanilla disse...

Era bom conseguirmos pensar sempre assim...eu escrevo a minha, mas nem todos os dias!

Lindo beija-flôr!