domingo, fevereiro 01, 2009

"Frost/Nixon"

Funciona. Como documento histórico, como diálogo de egos, ou como guerra de nervos. Frank Langella é tão bom a fazer de Nixon que deve ter sido difícil não lhe chamar Mr. President fora da rodagem. A cena em que faz o mea culpa sobre o Watergate é genial: até fala com os olhos, ou principalmente com eles. É um candidato, justíssimo, ao Óscar de melhor actor. 

1 comentário: