segunda-feira, dezembro 22, 2008

O meu carro novo

Vou comprar um carro. E assim entro numa nova etapa na minha vida, ser grande. Depois da maioridade, só me faltava a autoridade. Parece que está a chegar. Lentamente, mas está. E por isso declaro aberta a época em que decido ser adulta de manhã à noite, com a supervisão dos senhores do Banco. Três anos antes dos 30. Digam o que disserem, é obra. Para quem passou boa parte dos últimos anos a sonhar com ofertas de emprego, é um golpe de mestre. Vou comprar um carro, roguem as pragas que rogarem e façam as bruxarias que fizerem. O meu direcção assistida a braços partidos é chão que deu uvas - e muitas dores de cabeça. Foram quase nove anos, muitas experiências, ainda mais aventuras, mas basta. Chegou a altura de mudar, de subir de nível. É pedir assim tanto, um volantezinho com menos de quatro quilos que eu? Também me parece. Vou comprar um carro, e com isso resolvo um dos grandes dramas da minha existência: os outros dois, saber passar cheques e cortar as unhas dos pés, já tratei deles há um bom tempo. Não quero saber se a conjuntura é ou não favorável, se daqui a sete anos os juros baixam ou se o Sócrates passa a oferecer carros em vez de Magalhães. Vou comprar um carro, e com esta decisão ponho termo a quase 27 anos de dramas de infância.

11 comentários:

Clementine Tangerina disse...

weeeeeeeeeeee weeeeeeeeeeeee estou a ver-te toda poderosa no carrão vrum vrummm vrummm!! Boa boa! Parabéns*

Kitty Fane disse...

Uii que maravilha. Muita sorte para o bebé novo. :-D

Anónimo disse...

se não existisses também não era preciso seres inventada pois já cá estava eu!
será possível esse pensamento (na sua essência) terme surgido ainda há pouco tempo, uns dias! mas admito que não estou tão confiante. ainda me falta o querer, ou a certeza.
no entanto, 5 dias em Barqueiros vão ser um luxo para o meu organismo, a todos os níveis, e espero que isso seja a alavanca para permanecer em bom estado por uns belos tempos.
bem, o futuro o dirá.

Liana Andra Marques disse...

"ou se o Sócrates passa a oferecer carros em vez de Magalhães"

esta é que foi de mestre!

Vanita disse...

Sei que não gostas do Natal mas passei só para te desejar que esta quadra passe depressa e que, só por isso, te faça feliz ;)

Tiago disse...

É isso aí, garota!

Mostre a eles quem é quem.

Miss Pu disse...

loll
Qual já agora?

Eu disse...

Boa, pelo que percebi já o merecias!

P. B. C. disse...

Agradam-me sempre mais as descobertas ocasionais, o desembocar de passagem em locais únicos, tal como este teu blogue, e retórica. Coloco-te lá no meu canto, para por vezes voltar. Posso? Ah; e boas acelaradelas!!

Anónimo disse...

e o banco de tras do carro velho tem estórias???

Rafael disse...

Já te estou a ver num belo Mini Cooper todo fashion ;)
*