terça-feira, setembro 02, 2008

Na sala

Se me sentar no meio do sofá fico mesmo em frente à televisão mas por outro lado apanho com o sol que vem da rua e se reflecte no ecrã deixando-me mais zonza que uma mosca em luz fluorescente só que aqui não há moscas e deste lado do sofá não estou bem o melhor é deitar-me puxar uma almofada para trás das costas outra para qualquer coisa que me lembre depois e a manta claro ah e vou puxar a mesinha isso tem mesmo de ser senão onde é que ponho a garrafa de água os telefones o livro que hei-de ler as revistas e a tralha que me acompanha para sei lá onde tem graça que até deitada sinto uma estranheza qualquer uma espécie de formigueiro não sei se me falta o ar se tenho ar a mais pego no catálogo do Ikea para me distrair e vejo uma série de móveis que não posso comprar faço zapping e encontro a Tyra Banks a fazer extreme makeovers lá fico entretida com aquilo durante um tempo quando dou por mim já passei pelas brasas já acabou o telejornal já é noite está escuro e apesar do meu televisor ter feito os possíveis para eu me esquecer que fora da sala a vida continua tudo está como dantes: tu não estás aqui.   

6 comentários:

Buttafly disse...

[sem palavras...]

;)

PS - em vez de deixares escapar o dia entre o sono e a tv, começa a escrever o teu livro... please... :)

Miss K. disse...

oh... quem me dera... ando desesperadamente (e para não variar) à procura de um job for the girl!

nando disse...

O Saramago está tremer... :P
Bela crónica.
:)

wednesday disse...

espero que encontres o emprego rapidamente, pois mereces poder mostrar esse talento ao mundo... :)

Miss Pu disse...

Devias ter vindo ter ao Admas.
Pelo menos a vista seria melhor. I guess...

Kiss aqui da miss

Maria Inês disse...

:(