segunda-feira, julho 21, 2008

Sei Lá

Na Pública de ontem, a Margarida Rebelo Pinto falava dos seus Moleskines como uma tia de Cascais na penúria fala da última investida à Feira da Ladra: tu cá, tu lá. Com uma naturalidade digna de Nobel, a escritora assumia ter vários, cheios de apontamentos da vida quotidiana, ideias para "os próximos cinco livros", e rascunhos sobre pessoas e comportamentos - porque os amigos são um filão de futuras personagens. Claro que a Madame best-seller tem um montão de Moleskines. Todos os gatos pingados que querem ser respeitados naquilo que fazem têm um quinhão de Moleskines - nem que as páginas fiquem em branco. Se eu tenho, como é que a Guidinha não haveria de ter? Já estava na altura d'esta gentinha saber que os grandes não seguem modas: criam-nas. 

6 comentários:

Miss Pu disse...

Eu também tenho, aliás, sempre tive...
Dizem que é cena de publicitário.
Sei lá, eu gosto!

kiss desta miss

Sadeek disse...

Xiiiiii...posso considerar-me o maior abrunho deste mundo se nem souber o que é isso?!?!!? HAHAHA

Senhores...mais cinco livros!? ARGHHHHHHHHH

BEIJOOOOOOOOOOOOOOOOOO

Inês Mega disse...

:)

Ouriço disse...

Tenho 2. Fiz um interregno com palm e qtec mas regressei às origens!

El-Gee disse...

ter um moleskine e publicita-lo e pior do que nao ter.

é ter e fazer aquele genero de que se esta a fazer parte de uma elite qualquer.

irrita-me imenso sempre q leio alguem a dizer que so usa moleskines, e q anota tudo nos moleskines e isto e aquilo.

um caderno e um caderno. uma folha branca e uma folha branca.

um autor - um escritor, um anotador da vida - que se preze nao discrimina cadernos por marca, tipo, historica, ou caracteristica.

Miss V. disse...

tenho 1 pautado médio de capa mole (sim há de capa mole) e um pequeno, de capa rija, para andar na mala just in case... è cena de desenhadores, escritores, publicitários e no meu caso, caderninho de notas nas reuniões externas da Agência (nada se compara a um caderno com elástico..)