quinta-feira, maio 22, 2008

Ansiedade

do Lat. anxietate


s.f., 
dificuldade de respiração;
opressão;
angústia;
inquietação de espírito;
desejo veemente;
impaciência.

Sou ansiosa. Vivo numa eterna corda bamba, sempre à espera do segundo seguinte. Pé ante pé, caminho desastrosamente rumo a qualquer coisa inatingível, a um lugar sem destino. Não chego nunca. Deixo que a angústia tome conta dos meus dias, das minhas tardes, das minhas noites, na desesperada esperança de que depois tudo mude. Nada muda, eu nunca vou a tempo de mudar nada. Sou a minha maior negação, a minha mais grave falha, o meu mais temível opressor. Fechei-me num mundo perdido, onde só há o cinzento e o baço, há quase doze anos. Preciso que me resgatem de mim, que me libertem da minha prisão interior. Quero fazer tudo, e de tanto querer deixo-me só na vontade. É a impaciência que me acorda para uma nova urgência, um novo desejo, uma nova luz. Mas o meu espírito está corroído de teias de aranha, que há muito apagaram as pegadas que me levariam até aos reflexos do sol.

9 comentários:

nika_liu disse...

Pé ante pé se vai caminhando até ao sol! Basta um passo de cada vez de preferência por dias bem mais solarengos que outros...

criptog disse...

ok, mas o resgate acontece quando se aceita a libertação. Com essa temeridade adquirida nos encontros temíveis contigo, pega na seda das teias, bambeia nela como treinaste na corda, ganha balanço e salta, vendo nas pegadas acabadas de fazer, o caminho para o teu próprio brilho.
:)

MiSs Detective disse...

tem dias que sinto o mesmo! tem dias em que sou o meu maior atraso

Miss Pu disse...

Miss K, apesar das discordâncias futebolísticas, deixa-me que te diga o quão me identifico contigo neste texto. Se espreitares os indecisos anónimos (o meu blog), podes ler na descrição do blog, um breve texto de Florbela Espanca que exprime precisamente o que tu sentes. Dá uma espreita.

Como eu te percebo...

bjos e relax...

Clementine Tangerina disse...

Espero que esteja tudo a correr bem!
Fico à espera de Noticias.bjinhos*

Gonçalo Reis disse...

boa descrição da tua liberdade..

Sadeek disse...

Yoga....tu vai para o yoga...ai ai ai...

BEIJÃOOOOOOOOOOOO

Anónimo disse...

Onde estás a trabalhar?

Joana disse...

Há um momento onde acertas os ponteiros do teu relógio e tenho a certeza que vais perceber que não andavas assim tão descompassada!