terça-feira, abril 29, 2008

Na mouche!

- Meu caro Kafka, a maioria das pessoas chega a um ponto na vida em que já não se pode voltar atrás. E, em raríssimos casos, a um ponto em que já não é possível avançar. E quando se chega a esse ponto, não temos outro remédio senão aceitar calmamente o facto consumado. Só assim é que se sobrevive.

Haruki Murakami, in Kafka À Beira-Mar

4 comentários:

paddy disse...

Penso que temos momentos desses mais vezes do que nos apercebemos.

Lux Lisbon disse...

Grande livro!Um dos meus escritores preferidos! :)

Dry-Martini disse...

Simples minha cara. Peça ao Kafka uma metamorfose .)

XinXin

Miss V. disse...

Livro extraordinário (ainda por cima com gatos...). È a chamada 2Vida em Standby".