quarta-feira, março 26, 2008

Os nós e os laços

Durante a nossa vida, cruzamo-nos com milhares, senão milhões, de pessoas. Paramos em frente a umas, desviamo-nos de outras, damos encontrões em mais ainda, e fugimos de tantas que, contadas, não teríamos ruas por onde correr. Dessas, é o próprio Universo que trata de as encaminhar para a gaveta do esquecimento - nem damos por elas e, no fundo, nunca chegaram a ser. E depois há as outras. Aquelas a quem nos prendemos, seja por um contratempo, seja por uma ilusão. São as que fazem da nossa existência uma aventura mais rica, mais cheia de emoções. Muitas ou poucas, são estas que vivem e morrem connosco e dentro de nós, porque são estas as pessoas que valem a pena. Pelas quais vale a pena perder um minuto ou ganhar um dia, esperar um mês ou acompanhar um ano, deitar uma lágrima ou chorar um mar de dor, rir alto e bom som ou insistir na busca da felicidade. Estas pessoas, as que valem a pena, são as nossas âncoras nesta história desenhada por um presente sempre incerto e um futuro imprevisível; são os laços que temos com elas que dão os nós com que atamos de amor o nosso coração. Passando por nós a correr ou percorrendo connosco a maior parte desta misteriosa viagem, as pessoas que valem a pena são a nossa prova de imortalidade: enquanto estivemos com elas, fomos mais verdadeiros com a nossa essência do que alguma vez seríamos se andássemos sozinhos neste carrossel que alguém escolheu chamar de vida.

7 comentários:

André disse...

Há vezes que arrepias-me.
Má onda.

Sadeek disse...

Adorei este post, sabes! Revejo-me totalmente nas tuas palavras.

E há gente que não reconhecemos como gente, assim como a definimos, de carne e osso, mas que nos fazem rir, fazem-nos pensar, enfim...tu és uma dessas pessoas!!!

Que eu não conheço mas que adoro...ou pelo menos a tua "personagem"...

BEIJÃOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO

Nelson Ivan disse...

Uau ...

eu um dia chamei-lhes de Amarras. Aquelas que se prendem e não saiem, ou se saírem ficam sempre um nó que nos fará recordar essas amarras para sempre, e que irão connosco até ao fim dos nossos dias.

criptog disse...

E dentro dessas ligações ainda há umas que conseguem ser simétricas.

H4rdDrunk3r disse...

Este post foi tão Closer!

E faz todo o sentido. E montes de coisas lindas =)

Verbo ad Verbum disse...

Muito verdadeiro... lindo.

Daniela disse...

adoro as tuas palavras... simples, poderosas e tão cheias de verdade!