sábado, março 01, 2008

And so the story goes...

Julieta - Tu sabes que a máscara da noite vela o meu rosto, pois, se assim não fosse, verias um rubor virginal tingir-me as faces, pelo que me ouviste pronunciar há pouco. Bem quisera eu guardar as conveniências e negar o que disse; mas adeus conveniências! Tu amas-me? Eu sei que vais dizer que sim, e acreditarei na tua palavra; mas, se jurasses, podias trair o juramento; dizem que Júpiter se ri dos perjúrios dos amantes. Oh, querido Romeu! se gostas de mim, dize-mo lealmente; mas, se pensas que fui muito fácil de conquistar, franzirei as sobrancelhas, serei cruel e dir-te-ei: "Não!", para te dar ensejo a que me faças a corte. Doutro modo, nem por todo o mundo o farei. 

Romeu E Julieta, de William Shakespeare

5 comentários:

Sadeek disse...

Ai mulher...tu matas-me... :P

BEIJOOOOOOOOOOOO

Daniela disse...

gosto muito! ;)

wednesday disse...

E já com anos de distância, havia quem tivesse luz na personalidade.

A disse...

um clássico...

Sadeek disse...

Goes mas goes davagarinho, não!? Já aparecias ó miúda, que eu já tenho saudades tuas... ;)

BEIJOOOOOOOOOOO