quarta-feira, julho 11, 2007

Onde estava eu quando o Verão começou?

Quase meio de Junho e ainda nem me tinha apercebido de que já tínhamos entrado noutro Verão. O Verão de 2007. Quantos anos tens, miúda, para poderes pensar em "há 13 anos atrás"? Tens os que tens que ter, agora, e vais viver este agora a dizer "há 13, há 14, há 15, há 16..." como se isso não fosse nada a não ser vida que foi vivida... Foram mais de dez, as vezes que já estendi a toalha na areia, outras tantas as que senti a água (ainda) gelada do mar, infinitos os pôr-do-sol que vi e os que imaginei. E, no entanto, estava inconsciente de que a estação mais quente do ano tinha chegado, de malas e bagagens... Na minha pele sente-se bem a visita do calor, deixei de ser Boneca Russa e passei a Índia de país incerto, no meu acordar vê-se que o céu é azul-azul e não azul-mentira, com cinzentos e pretos pelo meio, na minha vontade de fazer tantas coisas e ficar parada sabe-se que é Verão - porque, imagino, os gatos também devem querer fazer sempre muitas coisas, mas depois falta-lhes força, dá-lhes uma moleza qualquer, e deixam-se ficar, em casa de livro com trezentos à volta, na rua com dois amigos e mil combinações, na esplanada com um sumo de laranja na mesa e um batido na cabeça, na piscina de casa com a parte de cima do bikini e com vontade de fazer topless, na noite (que esconde tanto quanto revela), com vontade de falar a alguém novo, a alguém diferente, só que atada pela vergonha de todos os tempos, no amanhecer perdida de riso com os companheiros de danças, lutas e traquinices... No verão, assim, ano após ano, enquanto és jovem.

3 comentários:

Drifting Along disse...

Um tal de Verão
Que se entranhou por completo.
E uma tal de nortada
Que já não mora por perto.

aahhhhhh..... Life is nice!

E uma tal Miss que confunde Junho com Julho.

wednesday disse...

Jovem podemos ser sempre, desde que assim façamos por nos sentir... :)

Juani disse...

Cada vez gosto mais deste blog! =D