quinta-feira, julho 05, 2007

Coisas que me fazem (alguma) confusão - # 1

Condutores a 20 km/h seja num beco da cidade ou na Avenida da República. Pessoas que cospem para o chão. Ter sono quando não devia. Gente que vai a concertos porque faz parte do calendário social. Amiguinhos que dão palmadinhas nas costas e facadas quando se entra no carro. Donos de cães que não apanhem a merda que os bichos deixam no passeio. Homens traumatizados. Homens traumatizados que se cruzem no meu caminho. Os cartazes do PCP para a presidência da Câmara de Lisboa. A infelicidade dos mais "Houvesse mais Zés" que estão por toda a cidade e depois não vão para lugar nenhum. Carmona Rodrigues - como pode um homem ter uma pele tão brilhante (viscosa?) até mesmo no painel gigante da sede de candidatura? Mulheres cuja mini-saia termina no mesmo sítio das cuecas (há quem lhe chame vulgaridade), cujos saltos altos estejam todos tortos-quase-partidos e tenham mais de 12cm (há quem diga que gritam "puta" por todo o lado) e cujo top seja indecoroso o suficiente para se ver o rego e/ou as mamas - nem falo do cabelo, porque estas três coisinhas já chegam para fazer a personagem MEDO. Mentiras - grandes, pequenas, médias, indefesas, sensaboronas. Mentiras não. Procurar aquele cd que me roubaram do carro há três anos, quando decidiram levar 50 sem ao menos deixar a caixa. Esperar por mensagens que não chegam. Acreditar que algum dia vão chegar. Levar encontrões e não ouvir do outro lado um pedido de desculpas. Ter de ser obrigada a pôr a mão na anca e ensinar duas ou três coisas a quem não tem educação. Bêbados em estado de trêbadice-coleante. A TVI e os seus espaços noticiosos. Saber que há quem prefira não lanchar nem jantar para ter os ténis da moda ou os jeans do momento. Quando um porteiro que eu já conheço há que tempos se resolve armar em última coca-cola no deserto. Ter prazos para cumprir e horas para levantar. Não conseguir montar um gang para tomar a FNAC. Velhas de bigode, chinelos, unhas para lá de nojentas e com ar (ar?) de quem não vê água há dez dias. Ficar minutos sem fim, num café, à espera que me venham perguntar se quero alguma coisa - não, passei ali por acaso e apeteceu-me sentar, sozinha, naquela mesa (not). Aqueles seres que levam frangos, feijoadas e outras comidas de cheiro à anos-80-por-passar-a-ferro para a praia e que, não contentes com isso, ainda levam manadas de crianças histéricas de tirar a paciência a um santo. Não poder voltar atrás. Nem poder andar para a frente. Que as pessoas não se cumprimentem em elevadores públicos. Aquilo que se é capaz de fazer (e dizer) para levar alguém para a cama. Carros tunning. Gajos com gel na cabeça. Gente que fala e não ouve. Jogos de sedução ou confusão. A direcção, a braços, do meu carro. Os meus cortinados da sala. Quem diz que não, a priori, a um filme não americano, porque "na Europa só se fazem filmes de treta". O Luís Filipe Vieira e o seu ar de mafioso-está-se-mesmo-a-ver-e-ninguém-faz-nada. Pombos, pandas e formigas. A tipa do carro da frente que trava antes do sinal ficar amarelo (partia-lhe a cara toda). Os polícias que mandam parar meninas em operações-stop só para se divertirem um bocadinho. Os meus vizinhos, que ao sábado deixam o Expresso espalhado pelo hall das garagens e levam os melhores suplementos. A Merche Romero, que ao princípio até parecia simpática, mas que já não se aguenta. Junte-se o Sr. Berar..., a Elsinha e outras nojentinhas do género e temos um 747 pronto para levantar voo rumo à Serra Leoa (com bilhete só de ida). Ouvir aquela expressão, mais batida do que as pedras da calçada do Combro, "eu conheço-te de algum lado, certo?" Errado. Ver pacóvios no poder e inteligentes sem saber o que fazer. Ohar para a uma geração que está num comboio que anda de costas, e sentir que estou dentro dele. Mau cheiro - a eucalipto é uma coisa, a "eu cá não me limpo", é outra. Isto é tudo muito confuso.
(to be continued)

12 comentários:

Caltuga disse...

hum... someone woke up on the wrong side of bed...

Diogo disse...

Maravilhoso! :D

Juani disse...

Excelente post! A maioria das coisas que mencionaste tb me fazem muita confusão... eu n conseguia lembrar-me das coisas nem escrever sobre elas tão bem cm fizeste.
Muito bem!

Miss K. disse...

nada disso, meu caro! se atentares na hora do post, verás que o texto foi escrito antes de me deitar... :)

Ouriço disse...

Adorei, sinceramente.
Também tenho dias assim...

Ele disse...

Welcome back! :-)

Caltuga disse...

:)

Drifting Along disse...

In vino veritas?

S. disse...

(Coisas que NÃO me fazem confusão)

Pessoas que escrevem exactamente o que eu sinto!!!

Amei!

wednesday disse...

Não me confunde que assim te sintas. Partilhate os nossos mais escondidos stresses... Também acho que era capaz de fazer uma lista assim, mas acho que tais coisas não merecem que pense nelas. Se pudesse, oferecia-te já uma ida ao spa... :)

Quanto aos teus cortinados, acho que está na altura de comprares uns novos:P

Dino disse...

Umas, confusão; outras que de repugnantes nem se conseguem encarar e provocam "tonturas" ( tipo uma semi-paragem de todos os sentidos, dada a do pensamento); outras tristes, outras comedianas(??).
Razões: perguiça, desleixo, "só para contrariar", ganância, solidão, ignorancia, etc...
Todos o somos um pouco. Um bem-haja a quem nos faz ver a verdade e o caminho certo.

PensarCusta disse...

ui.. esses acordares..

cumpz