sexta-feira, junho 15, 2007

Mini-grito do Ipiranga

Hoje aconteceu-me uma coisa fantástica: estive mais de cinco horas seguidas sem estar à espera de nada. Só me apercebi disso quando me lembrei que tinha um blog com, por vezes, tendências neo-depressivas e comecei a escrevinhar este post que entra para a galeria dos desnecessários-mas-que-tinham-de-ser.

4 comentários:

lifextension disse...

ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh (cá fica também o meu contributo para o mini-grito-coiso...)

PensarCusta disse...

cumpz.
mas devo dizer que 5 horas seguidas sem estar à espera de nada, é muito pouco. há quem passe uma vida inteira. pelos menos foi o que ouvi dizer,

inês leal, 31 anos à volta do sol disse...

"5 horas à espera de nada"??? quem me dera... ficava logo ansiosa...

"tedências neo-depressivas"...? que as não tem? :0)

nika_liu disse...

O que tem de ser, tem de ser! Mas isso é bom, por vezes estar sem esperar nada torna os acontecimentos bem mais especiais, se acontecerem e se não acontecerem, também não se perde nada porque não se está à espera de nada!