domingo, junho 10, 2007

Desinteressante, repetitiva, chata.

Especialista em desemprego, em escrever sobre tristeza, em palavrar sentimentos, em esperar que algo aconteça, em ilusões e desilusões, em acreditar que é agora, em chorar por dentro e rir por fora, em dar demasiado tempo a quem nem tempo me dá, em preocupar-me com os outros, em esquecer-me de mim, em tentar dar o melhor que sei aos que me lêem, em fazer o possível para que qualquer coisa aconteça num dia qualquer e eu comece a viver e deixe (só) de escrever.
Não, hoje não estou em baixo. Hoje não sei onde estou.

7 comentários:

criptog disse...

Miss K.

No que diz respeito a "tentar o melhor aos que me lêem" podes tirar o "tentar", porque invariavelmente estás lá! E, para se estar, nem sempre é preciso saber onde ... por vezes basta estar, mesmo estar, para que daqui a nada se descubra onde.
;)

[ The Man Who Will Rule The World ] disse...

É DEPRESSION!!!!
são sete da tarde, acabei de acordar e levo com isto!
sai dessa!
se nao arranjas um emprego é porque não queres.
se escreves sobre tristeza é porque gostas de tar triste.
se apalavras os sentimentos é porque os sentes, mas não os consegues mostrar de outra maneira sem ser a escrever. se acreditas que é agora é porque não fazes nada por isso sem ser acreditar. se choras por dentro e ris por fora é porque não és verdadeira contigo própria. se te preocupas com os outros fazes bem se te esqueces de ti fazes mal, se tentas dar o melhor de ti aos que lêem automaticamente estás a fazer para que algo aconteça num dia qualquer de maneira a que começes a viver e "continues" a escrever.
acho que esta sim é a miss K que eu conheco.
SAI DESSA MOSTRA QUEM ÉS.

lifextension disse...

deverá ser só uma pequena cava na curva da vida... o melhor está aí a chegar, quer seja escrito, quer seja vivido. De qq maneira adoro o que escreves...

nika_liu disse...

Existem momentos sem palavras, em que o mundo parece estar contra nós, em tudo corre mal e pensamos "o que mais faltará para acontecer?". Momentos em que queremos deasaparecer mas não podemos e que parecem durar uma eternidade! Mas são apenas isso momentos, e não lhes devemos dar mais importância do que aquela que realmente têm! O importante é sobreviver e viver! Amar, sofrer, chorar e voltar a sorrir!

Caltuga disse...

Think BIG, start small. Um passo de cada vez. Pelo que escreveste há uns dias atrás, se fosse a ti, concentrar-me-ia em arrumar a minha casa! Pessoas creativas são por natureza desarrumadas, mas todos nós, indiscutivelmente, precisamos de alguma organização nas nossas vidas. Life, it only comes around once and you only know what it is by living it. Stay Positive!

PrimaNocte disse...

No fundo, a sabedoria do destino é a nossa própria. Porque a acompanhamos com uma consciência incessante daquilo que, no fundo, nos é permitido fazer. Podemos estar sujeitos a algumas tentações mas nunca nos enganamos. Agimos sempre no sentido do destino. As duas coisas formam uma só.
Quem se engana é porque ainda não compreende o seu destino. Quer dizer, não compreende qual a resultante de todo o seu passado - o qual lhe indica o futuro. Mas quer o compreenda ou não, indica-lho à mesma. Cada vida é aquilo que devia ser.

Cesare Pavese, in 'O Ofício de Viver'

Há duas tragédias na vida: uma a de não satisfazermos os nossos desejos, a outra a de os satisfazermos.
Wilde , Oscar

inês leal, 31 anos à volta do sol disse...

há sempre dias que nos acontecem assim. que simplesmente não sabemos onde estamos. mas, não tarda, deparamos connosco... e dizemos: bem-vinda! :)***