sábado, agosto 26, 2006

Miss K. (ou de como alguém tem de aprender a não dizer a sempre a verdade)


A minha vida tem algumas parecenças com a de Holly Golightly. Andamos as duas perdidas pelo mundo, a ver montras, cada uma a tomar o pequeno-almoço na sua Tiffany, ela a esconder a solidão com o gato Cat (eu nunca cheguei a ter um bichinho), e temos, as duas, contas a pagar pela nossa brutal sinceridade... O coração sente antes da cabeça começar a pensar, as palavras saem primeiro e são processadas depois, e aí vai: digo o que estou a sentir, e não o contrário do que estou a sentir. Na maioria das vezes, saio magoada. Muito.

5 comentários:

MysterOn disse...

That's the price you pay.

Apesar de saírmos muitas vezes magoados, quando dizemos a verdade, quando dizemos o que sentimos. Saímos igualmente vitoriosos! Saímos limpos e de consciência tranquila para dar o próximo passo. Saímos bem com o Eu. Penso que esse nosso sentimento, verdadeiro e interior, consegue ser superior à mágoa ou ao desalento que se abate...daí sermos capzes de passar por cima e enfrentar os monstros, de novo e de novo...
Eu prefiro este caminho. Primeiro a paz interior, caso contrário, o resto, todas as outras possibilidades, tornam-se muito mais distantes e nebulosas.

(Não querendo ser incoerente com o meu commment no post anterior - Eureka, em que afirmo que temos de jogar o jogo - neste caso a dimensão ou escala da minmha análise é bem diferente, é mais individualizada, mais pessoal.)

Kissez for the Missez.

R. disse...

Why..? Why should you change? Why not speak always from the heart? Would you rather not and have some sort of happiness built under false pretenses? No matter how many times you get hurt, don't ever change. Don't ever "get in line"...

Tigas disse...

Sad but true... a honestidade, a verdade e a sinceridade magoam-nos quando fazemos uso delas. E a única coisa que queremos é ser verdadeiros, e fazer sentir aos outros que podem confiar em nós.

Mas tem um efeito boomerang que por vezes nos deixa rastos... olá se tem :((((

criptog disse...

Conselho de alguém que não é perfeito ... aprende a não dizer sempre a verdade, mas tenta aprender a ser sempre verdadeira.

MysterOn disse...

Criptog, gostei!