quinta-feira, agosto 17, 2006

Hoje estou assim...


Não tenho emprego, não tenho forças para procurar emprego, não tenho perspectivas de encontrar emprego, não tenho esperanças de arranjar emprego, não acredito que me ofereçam emprego, não acredito que existam empregos, não sei dizer em voz alta a palavra "emprego", e nem posso dizer que estou desempregada porque toda a vida trabalhei a recibos verdes por isso, subsídio de desemprego, nem vê-lo... Viva Portugal, o país do Natal!

10 comentários:

nika_liu disse...

Nestas alturas por mais que as pessoas nos tentem encorajar e animar a dizer que de certeza irá aparecer alguma coisa mais cedo ou mais tarde, parece que so piora porque o mais cedo ou mais tarde era bom era que fosse já! Mas são alturas em que tudo nos parece completamente desesperante e talvez quando menos esperares as coisas melhorem! Tens de ganhar forças para lutar, ainda que te pareçam quase inexistentes nesta altura do campeonato! Mas de certeza que uma pessoa que ama a vida como tu irá conseguir encontrar um musculozito nesse corpo pra continuar! Nos entretantos faz aquilo que te der na real gana!

estiveste mal disse...

Que tipo de emprego procuras? Jornalismo? Imagina que o Pai Natal, todo novas tecnologias, leu o teu post e pensou antecipar o teu Natal. Que emprego é q lhe pedirias? Não te esqueças de ser realista... afinal de contas tás a falar c o Pai Natal.

P.S: Natal é quando o Homem quer.

apipocamaisdoce disse...

Welcome to the cruel world...

Miss K. disse...

Anita, que honra ter um comentário teu no meu blog! Sei que não faço parte da grupeta blogosférica que se criou há uns anos, e faz grandes jantaradas, etc, mas é sempre bom ver que uma amiga visita, de vez em quando, o "nosso sítio". Só achei um nadinha cruel que tivesses comentado logo um post em que eu me mostro triste. No regrets... After all, I'm IN the real world since a long time ago - and you know it, 'cause you're one of my closest (not in space, but in heart) friends...

Miss K. disse...

Querido Pai Natal, vulgo Estiveste Mal: sou jornalista e gostava de trabalhar num sítio onde pudesse exercer. Dá para abrir os presentes agora?

Buttafly Su disse...

Miga Miss K,

este comment é só para te deixar um beijinho e garantir que as coisas vão melhorar, tenho a certeza...

"Melhores dias virão", não esqueças. Fica bem.

Bjoka grande da companheira de bloguices,

ButtaflySu ;-)

MysterOn disse...

Passei por essa mesma experiência à bem pouco tempo.
Terminado o belo do curso (Setembro 2005) passei 6 meses ànhá-la (não querendo ser pessimista - no teu caso vai correr bem melhor!!) até que lá me orientei.
Pegando no que disse a nica_liu, mais cedo ou mais tarde, aparece algo, e nao te admires se quando aparecer alguma coisa, aparecerem logo duas ou três, pelo menos sempre que tive "na mesa" propostas para mudar foram sempre em par, tornando depois mais complexas as escolhas...mas é um complexo agradável.
Portatno, take it easy, enjoy your time and go with the flow (mas sempre em busca activa!).

Boa sorte and keep smiling!!

Life is the greatest invention of all time disse...

Este sítio virtual, é a prova de que exerces JORNALISMO... que de actividade lúdica passe a profissional. Boa sorte!

PS: Foste muito feliz na escolha da imagem que acompanha o "post". Muitas vezes acompanhei o infeliz Calimero na procura da sua mãe. Não me recordo se a encontrou ou não, mas nunca mais me esquecerei da sua triste voz falando num doce francês de criança. Da mesma forma de que, provavelmente, não chegarei a saber se encontraste emprego ou não, mas nunca me esquecerei desta publicação.:)

Tigas disse...

"E o Calimero..."

Pois, acredito que nestas alturas tod@s nos sintamos como a Abelha Maia, e que o Calimero seja o Zé Sócrates que esteja no poder na altura...

É um grande sinónimo de pingente que seja assim, mas como já te disseram digo eu também:

Melhores dias virão. Eu por exemplo tenho trabalho, mas detesto-o! Ando doido a tentar regressar a Lisboa e a tentar conseguir qualquer coisa por aí. Mas enquanto não houver nada... esquece! Um conselho, se mo permites: www.expresso.pt, secção de classificados. Podes inscrever-te, deixar o teu CV online, e candidatar-te online, além de receber todas as semanas as propostas mais adequadas no teu e-mail. Boa Sorte MK

Nuno Fernandes disse...

Porque já estive nessa situação sei perfeitamente o que estás a passar.
Mas quando menos esperava apareceu uma luz ao fundo tunel.
E vais ver que melhor dias virão.
Eu tenho uma máxima. Posso não ter dinheiro, posso não ter emprego...mas o um sorriso na cara...esse ninguém me o tira:)

Agora é gozar a praia e o sol e pensar que o que tens é umas férias prolongadas.

Boa sorte