terça-feira, julho 11, 2006

Some stuff from my trip...

Ok, é verdade que teria muito para escrever sobre as vacaciones, mas como este blog não é um diário (para que raio ele serve também ainda não descortinei completamente), deixo duas imagens que falam por si (viva a frase mais cliché do universo!). Ambas as fotos foram tiradas pela Mary, minha companheira de desventuras, em pleno PACHA (que recomendo a todos quantos arrastarem o rabinho até aquelas paragens), e explicam melhor do que qualquer palavra a expressão que está estampada por centenas de t-shirts, em toda a ilha branca: "DE PUTA MADRE". Exactamente, "de puta madre", mega, brutal, indescritível, fabuloso, mais-que-bom, e por aí fora... O que não foi nada fantástico foi ter perdido a minha carteira quando tentava comprar uma t-shirt da selecção em pleno "La Sirena", um supermercado gigante onde existe tudo o que queremos ter, mas não se encontra nada do que nunca sonhávamos perder... Ora se não fosse esse episódio, nem tinham sido umas férias normais. E, está mais que visto, se eu fizer parte do pacote é certo de que algo estranho irá acontecer. Cumpriu-se a tradição, tudo mudou e tudo continuou na mesma. Os oito dias já ninguém mos tira, seis dos quais a ouvir os melhores DJ's que habitam o top-top do planeta musical. ALL NIGHT LONG!!!




PS - Também há dia em Ibiza, claro. A coisa não se fica por Pete Tong, Eric Morillo e os outros mestres que fazem a saison nocturna. O sol trouxe um calor sem fim, o entardecer prolongou-se até às 22h, não correu uma brisa e, melhor que tudo isso, a praia do nosso hotel-pesadelo era de sonho-real: areia branca, água quentinha, transparente, uma espécie de mar-rio em que se caminhava metros e metros com os joelhos ao léu. Pedir mais era pedir demais. And, I may garantee you, it was really TOO MUCH...
PS1 - Confesso que cheguei com uma neura-para-lá-de-cinzenta a Portugal, pois só de saber que tinha de renovar TUDO já vinha com ataques de ansiedade. BI, carta de condução, cartão de contribuinte, VISA, Multibancos, etc, etc, etc. Se eu sonhasse quem me roubou a minha bela carteira de pele (quem o fez lixou-se, porque só tinha 15 euros), nem escrevo o que lhe faria. É que nestas coisas da net nunca se sabe quem nos está a ler, e se eu digo que matava esse ser ignóbil, ainda corro o risco de ficar com a PJ à perna...

3 comentários:

Miguel disse...

"Been there, done that"

Ilheu disse...

Brutal

Nuno Fernandes disse...

Vim parar ao teu blog ataves de um blog de uma amigo meu e decidi comentar este texto. Ha 2 anos estive numa ilha Grega chamada Mykonos. O aniversario do Eric Morillo e sempre passado la. Escolhe esta ilha como o teu proximo destino e vais ver que nao te arrependes...isto se e que ja nao estiveste la:) continua a escrever que eu vou passando por ca